8 dicas para proteger sua empresa de um ciberataque

8 dicas para proteger sua empresa de um ciberataque

Licença: Freepik

 

Grande ou pequena, nenhuma empresa pode negligenciar a segurança das suas informações. O problema é a maioria das empresas, públicas e privadas, estão expostas a riscos. O Brasil é um dos países que mais sofrem ciberataques no mundo.
De acordo com o Norton Cyber Security Insights 2016, 42 milhões de pessoas foram afetadas por hackers em todo o Brasil - e o prejuízo chegou a 10,3 bilhões de dólares.

Em maio, um ataque mundial atingiu centenas de empresas e órgãos públicos brasileiros. O vírus WannaCry, que bloqueia os dados de uma rede até que seja pago um “resgate”, afetou mais de 174 países. Tribunais de justiça de 10 estados brasileiros, além de empresas como a Petrobras, foram infectados. Surpreendentemente, a única resposta que muitas empresas tiveram foi tirar os computadores da Internet.


Pequenas empresas – que frequentemente usam antivírus gratuitos – estão ainda mais vulneráveis. De acordo com uma pesquisa conduzida pela americana Verizon, 60% dos ciberataques em todo mundo atingem pequenas e médias empresas. A boa notícia é que é possível se proteger dos hackers. Nós selecionamos 8 dicas simples para prevenir ciberataques.


Use senhas mais complexas


Essa é a atitude mais fácil para aumentar a segurança de suas contas online. Use uma combinação de letras maiúsculas e minúsculas, números e símbolos. Além disso, use pelo menos 8 caracteres. Evite usar dados pessoais (datas comemorativas, seu sobrenome, por exemplo), anagramas de palavras comuns, ou usar senhas formadas por letras e símbolos que estão próximos uns dos outros no teclado.


Evite um erro comum:

Atribuir uma única senha a diversas contas. Muitas pessoas fazem isso para ter menos trabalho. Mas tenha em mente que, se um hacker decifrar a senha de acesso de uma conta, ele poderá controlar todos os seus emails - e ter acesso às suas informações confidenciais. Dá trabalho, mas compensa ter um leque variado de senhas. 


Caso você não saiba se sua senha é complexa o suficiente, dê uma olhada na ferramenta do site Password Meter. Se você precisar de ajuda, o site Password Generator pode gerar uma senha aleatória ao usuário de acordo com o grau de forca requisitado.


Ah, e não se esqueça de atualizar a senha periodicamente.


Use um firewall forte


Firewalls são a primeira proteção de uma rede. Como o próprio nome entrega, eles funcionam como uma "barreira de fogo". Firewalls ajudam a bloquear conteúdos maliciosos, sem impedir que sua rede transmita e receba os dados necessários.


Há inúmeros tipos de firewall disponíveis, que permitem a configuração de diferentes permissões e bloqueios, em função do usuário. Arquivos maliciosos ou sites com URL suspeitas podem ser bloqueados, impedindo que usuários acessem ambientes que coloquem em risco a segurança da rede da sua empresa.
Tenha em mente, porém, que um firewall é uma primeira barreira - e não pode ser o centro de sua política de segurança. Firewalls não substituem antivírus.

Use um antivírus de qualidade


O que não falta na internet é opção de antivírus gratuitos. Porém, eles oferecem uma proteção básica, sem lhe proteger de ameaças mais sofisticadas. Lembre-se, o antivírus é sua última linha de defesa – ela deve ser forte o suficiente para aguentar o tranco.


Opções gratuitas podem ser suficientes para computadores domésticos, mas tornam-se uma opção arriscada para ambientes corporativos. Programas pagos são atualizados com maior frequência, disponibilizando para sua empresa proteção contra as ameaças mais recentes.


Ao contrário do que muitos usuários podem pensar, computadores da Apple não estão imunes a ameaças. Macs são frequentemente alvos de spywares, tentativas de phishing e de ransomware.


Treine sua equipe


Os softwares mais poderosos não conseguem evitar uma causa frequente de problemas: erro humano. Os principais ataques a pequenas e médias empresas vêm por meio de phishing, uma técnica fraudulenta que usa e-mails falsos, prometendo promoções incríveis ou conteúdo de caráter sexual.


É preciso que os colaboradores de uma empresa saibam que comportamentos os expõem a ataques – e que a empresa tenha uma política clara de segurança. Baixe apenas programas em sites oficiais - e que tenham protocolos de segurança. E sempre use o antivírus para verificar se um arquivo é seguro antes de abri-lo pela primeira vez.  


Em caso de ataque, é preciso saber o que fazer, quem informar – para minimizar possíveis danos. O que ocorre em muitos casos é que funcionários não sabem o que fazer ao notar que tiveram o computador infectado. Mas ao não informar o departamento de TI sobre o ocorrido, dá a oportunidade para que o malware infecte outros computadores.


Atualize seus programas


Hackers estão sempre tentando descobrir as vulnerabilidades de sistemas e programas. E, à medida que eles descobrem uma falha, cabe os desenvolvedores de uma empresa de software aumentarem a proteção de seus programas. Por isso, é fundamental estar em dia com as atualizações de sistemas. Elas vão garantir que sua rede beneficie dos recursos mais modernos na prevenção de ataques.


De acordo com a Microsoft, os computadores que tinham uma nova atualização do Windows estavam protegidos contra o WannaCry. O problema é que muita gente não quer perder tempo com atualizações demoradas.


Faça backups regulares


Backups são a melhor forma de garantir que sua empresa não vai perder dados importantes. Faça backup dos servidores pelo menos uma vez por semana – além de backups adicionais todas as noites. Não confie em apenas uma mídia para armazenar suas informações. Ter um plano B em case de ataque é essencial - mas ter planos C e D torna seu ambiente ainda mais seguro.


Perder dados pode significar perder clientes – e muito dinheiro.


Proteja seu dispositivos móveis


Por definição, laptops – computadores portáteis – são mais suscetíveis a ameaças, em função dos riscos de perda e roubo. Por isso, é essencial proteger as informações contidas no seu computador. Ferramentas de encriptação dados são uma boa forma de evitar que dados sigilosos sejam recuperados por outras pessoas.


Celulares e tablets oferecem riscos semelhantes. Por isso, você deve habilitar a opção de formatar seu aparelho à distância (em caso de roubo).

Profissionais de TI competentes


Tecnologia, sozinha, não protege uma empresa. É preciso que as ferramentas sejam administradas por profissionais competentes, alinhados com o que há de mais moderno em segurança da informação.

 

Siga-nos

       

 

Contato:

 SIA/SUL Trecho 02/03 Lotes 1545 a 1595 Salas 202 a 204 - Edifício Pinheiro

 CEP: 71.200-020 - BRASÍLIA/DF

 +55 (61) 3363-8636

 contato@fasthelp.com.br

Envie-nos uma mensagem!

Últimas Notícias