Segurança de redes: a importância de uma boa gestão e controle

Segurança de redes: a importância de uma boa gestão e controle

Licença: Freepik

 

Em 2017, ameaças à segurança de redes gerou milhões em perdas para grandes empresas. Ransomwares como o WannaCry e Petya tiveram impacto sobre os dados de milhões de usuários. Isso sem contar com os ataques a empresas como a Uber – milhões de usuários do serviço de transporte tiveram seus dados acessados por hackers, e até agora não se sabe da extensão do problema. Um mundo cada vez mais conectado e dependente da internet é, consequentemente, mais vulnerável.

Não à toa, o valor de mercado de empresas de segurança aumentou no último ano. Na Cisco, por exemplo, o segmento de segurança de redes é o que mais cresceu durante o ano de 2017, expandindo em 8% em relação ao ano anterior.

Faz sentido. Em um mundo onde as redes têm se tornado cada vez mais complexas, a segurança passa a ser um fator imprescindível para o sucesso de qualquer negócio. Ao dar atenção aos princípios de segurança de redes, a empresa diminui as chances de cyber ataques que possam levar à roubo de identidade, falsificações, perda de informações ou vazamentos.

Nenhuma empresa está realmente protegida sem o controle dos dados e informações sigilosos que circulam pela rede corporativa. Uma boa estratégia de segurança de redes passa pela combinação de múltiplas camadas de proteção, administradas de forma centralizada e organizada.

Para isso, é fundamental uma política de segurança clara e bem definida. Ela vai definir as diretrizes e guiar os profissionais de tecnologia da informação. Além disso, uma boa política de segurança de redes estabelece a documentação de todos os processos realizados por uma empresa. Em caso de ataque, isso faz com que seja mais fácil detectar o problema – e saber como soluciona-lo.

Por que é tão importante se preocupar com a segurança de redes da sua empresa?

1. Proteja os seus ativos

Não importa o tamanho da empresa, ela pode ser atacada por hackers. E isso pode gerar na perda, destruição ou comprometimentos dos dados da empresa – o bem mais precioso de qualquer negócio.

Veja o caso da Ashley Madison, por exemplo. A empresa, que oferecia uma plataforma para encontros extraconjugais, tinha um modelo de negócios altamente baseado na confidencialidade dos seus dados. Em 2015, porém, um cyber ataque vazou mais de 13 GB de dados dos usuários, revelando a identidade de muitas pessoas que usavam o site para aventuras amorosas.

Depois do ataque, milhares de usuários entraram na justiça contra a empresa, pedindo reparação pela exposição causada por uma falha de segurança na rede da Ashley Madison. Além disso, a empresa se tornou alvo de uma investigação da Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos – e nunca se recuperou totalmente do baque.

2. Obrigações éticas

Toda empresa tem parceiros (fornecedores e compradores) e clientes. Proteger os dados deles é uma obrigação de qualquer empresa. Os dados em poder de uma rede são de responsabilidade de empresa, e uma falha no sistema de segurança de redes pode levar a uma quebra de confiança irreparável.

O cuidado deve ser ainda maior quando as informações em questão envolvem dados fiscais, bancários, ou informações pessoais.

3. Destacar-se da concorrência

Oferecer uma proteção total e eficaz para os dados de um cliente e um parceiro vão se tornar, cada vez mais, um ativo para empresas de todos os setores – principalmente aquelas que trabalham com qualquer tipo de dados sensíveis ou com pagamentos online.

Hoje, ter uma política de segurança de redes eficaz e em funcionamento é um diferencial. Em alguns anos, a falta dela pode afundar uma empresa.

4. Aumento da produtividade

Sim, segurança de rede tem efeitos sobre a produtividade. A empresa com boas práticas tem como monitorar seus sistemas, mapeando vulnerabilidades e corrigindo-as antes que um ataque ocorra. Com isso, a empresa fica menos tempo indisponível que um concorrente sem a mesma preocupação.

Além disso, é possível controlar as páginas na internet que podem ser acessadas pelos colaboradores, evitando o uso da internet corporativa para sites que não correspondem com a atividade profissional.

Identifique as ameaças

Sua empresa pode estar municiada com os melhores softwares – firewalls, antivírus, sistemas de proteção. De nada adiantará, porém, se a estratégia de segurança de redes não estiver sendo pilotada por profissionais capazes de garantir um monitoramento constante das ameaças e vulnerabilidades do sistema.

Uma forma de evitar que pessoas não autorizadas tenham acesso a dados sensíveis é o uso de senhas fortes. Uma senha de 6 caracteres formada apenas por letras tem 308 milhões de combinações possíveis. Porém, uma senha de 8 caracteres, combinando maiúsculas, minúsculas, números e símbolos tem cerca de 6 quatrilhões de possibilidades. Fica muito mais difícil para ser descoberta.

E não basta apenas deixar os hackers de fora. Outros fatores podem comprometer a segurança de redes de uma empresa. Uma infiltração, por exemplo. Vazamentos de água podem danificar os servidores – levando à perda de dados. Por isso, uma política de backups é de fundamental importância.

Um exemplo de como fatores imprevisíveis podem prejudicar uma empresa que não esteja prevenida é o ataque terrorista ao World Trade Center, em Nova York, no dia 11 de setembro de 2001. À época, centenas de empresas que sediadas nas torres gêmeas (destruídas por membros da Al Qaeda) perderam grande parte das informações em poder delas. Isso porque os backups dessas empresas estavam em servidores que também ficavam no World Trade Center.

Segurança de redes não é só uma preocupação da TI. É uma parte essencial para qualquer modelo de negócios. E para que ela funcione da melhor forma, é preciso criar uma cultura de segurança na empresa. Converse com seus parceiros, clientes e colaboradores sobre a importância de não compartilhar informações de login, dados sensíveis, e de não retirar (por meio de pen drives) dados do ambiente da empresa.

 

Se você deseja mais informações sobre como melhorar a segurança de redes do seu negócio, entre em contato com a gente! Teremos o maior prazer em discutir e solucionar suas dúvidas. 

Siga-nos

       

 

Contato:

 SIA/SUL Trecho 03 Lote 990,  Cobertura - Edifício Itaú

 CEP: 71.200-030 - BRASÍLIA/DF

 +55 (61) 3363-8636

 contato@fasthelp.com.br

Enviar mensagem

Últimas Notícias